Sempre ao seu lado
“Eu queria tanto me deitar ao lado dela, envolvê-la em meus braços e adormecer. Não queria transar, como nos filmes. Nem mesmo fazer amor. Só queria dormir com ela, no sentido mais inocente da palavra.”
Quem é você, Alasca?    (via thiaramacedo)

“Faz falta,
maltrata,
machuca,
destrói…
É a saudade me avisando que já passou da hora de você voltar.”
Thiara Macedo (sdpm)

“Há um pássaro azul em meu peito que quer sair mas sou duro demais com ele, eu digo, fique aí, não deixarei que ninguém o veja. Há um pássaro azul em meu peito que quer sair, mas eu despejo uísque sobre ele e inalo fumaça de cigarro, e as putas e os atendentes dos bares e das mercearias nunca saberão que ele está lá dentro. Há um pássaro azul em meu peito que quer sair, mas sou duro demais com ele eu digo, fique aí, quer acabar comigo? Quer foder com minha escrita? Quer arruinar a minha vida? Há um pássaro azul em meu peito que quer sair, mas sou bastante esperto, deixo que ele saia somente em algumas noites quando todos estão dormindo. Eu digo, sei que você está aí, então não fique triste. Depois o coloco de volta em seu lugar,mas ele ainda canta um pouquinho lá dentro, não deixo que morra completamente. E nós dormimos juntos, assim, com nosso pacto secreto e isto é bom o suficiente para fazer um homem chorar, mas eu não choro, e você?”
Charles Bukowski. (via quase-heroi)

“Toca essa música de seda, frouxa e trêmula que apenas embala as estrelas noutro mar. Do fundo da escuridão nascem vagos navios de ouro, com as mãos de esquecidos corpos quase desmanchados no vento. O vento bate nas cordas, e estremecem as velas opacas, e a água derrete um brilho fino, que em si mesmo longo se perde. Toca essa música de seda, entre areias e nuvens e espumas. Os remos passarão no meio da onda, entre os peixes suspensos; e as cordas partidas andarão pelos ares dançando à toa. Cessará essa música de sombra, que apenas indica valores de ar. Não haverá mais nossa vida, talvez não haja nem o pó que fomos. E a memória de tudo desmanchará suas dunas desertas, e em navios novos homens eternos navegarão.”
Cecília Meireles.   (via thiaramacedo)

“Eu tenho fome de poesia.”
Elisa Bartlett  (via thiaramacedo)

lluaraq:

#luaraquaresma #lluaraq #luaraquaresmafrases